Uma história (quase) real
POSTED ON sábado, 21 de setembro de 2013 AT 21:32 \\
Rose finalmente tinha encontrado a sua alma gémea, ou melhor, era o que ela pensava. Chegou o dia de se declarar, ela já não o ia adiar mais, pois receava perder o seu amor. Esperou que ele saísse do trabalho, e enviou-lhe uma mensagem cheia de sentimento. Passaram horas até obter resposta, Rose ficou destroçada, afinal aquela não era a sua alma gema que tanto julgava. Correu para o seu quarto, e atirou o seu telemóvel pela janela. Rose já não queria qualquer tipo de relação, com tudo o que fosse electrónico.
Durante meses andou a chorar pelos cantos, sorrindo às pessoas mais chegadas para esconder a sua dor. Os amigos já não a conheciam, a Rose de antigamente, alegre e disposta a ajudar, estava agora um farrapo, o seu lindo cabelo que tanto cuidava, esta seco e espigado. As suas roupas, que eram cheias de vida, estavam desbotadas. Rose estava totalmente descuidada, tinha esquecido por completo da sua imagem para deixar que a solidão se apoderasse dela.

Por curiosidade, decidiu reactivar a sua conta de facebook. Uma ideia bastante má Rose! A sua suposta alma gémea, estava agora com uma nova relação, e por sinal estavam muito felizes, julgando pelas fotos e pelos corações sem fim nos comentários. A pobre rapariga ficou ainda mais destroçada, e começou a atirar tudo para o chão, acabado por partir o seu computador, as molduras que mostravam uma rapariga alegre. O seu mundo acabou por se tornar num inferno, onde o fogo continuava a alastrar com entusiasmo.

Rose era do género de rapariga, que defendia que nunca uma rapariga, se podia deixar ir abaixo por algum rapaz. Péssima conselheira talvez, ou então desconhecia os perigos de se apaixonar.

Passaram anos até que Rose se recuperasse, agora está mais alegre, cautelosa em relação ao amor, e a suposta alma gémea, está morta e enterrada para Rose. Ia ser um enorme sacrifício saber que ele estava feliz enquanto ela estava destroçada.

monthly archives