Memórias de Inverno
POSTED ON sábado, 3 de novembro de 2012 AT 17:19 \\
Novembro, Dezembro, frio, Natal, chuva, café quente... tudo o que queria está agora ao meu alcance. Posso parecer um pouco estranha ao dizer isto, mas a verdade é que adoro este tempo, claro que em demasia não. A chuva faz-me sentir mais nostálgica e dou por mim a relembrar o que julgava ter esquecido, e isso faz-me bem, faz-me sentir que a minha memória ainda não me traiu. Um dia ideal para mim seria um dia de chuva, pouco frio e um dia passado em frente à lareira com aquela pessoa especial. Na realidade penso que todas as mulheres iriam gostar de passar um serão com estes com o homem que amam, mesmo gostando ou não da chuva.
Sou um pouco esquisita eu sei, talvez seja suspeita por ter nascido em Outubro, mas a verdade é que o Outono é a estação que mais amo!

Um novo começo!
POSTED ON AT 01:13 \\
Eram perto das 5:00 da manhã quando Maria recebeu uma mensagem de Miguel a perguntar-se se queria ir tomar com ele. Maria acordou sobressaltada com o aparelho a vibrar, porque estaria ele acordado àquela hora? Respondeu afirmativamente e adormeceu, perdida nos seus pensamentos. No seu sono mais perfundo, ela sonhava. Estava numa floresta a correr, a fugir e com medo. Olhava para trás e apenas via imagens do seu passado, carregadas de dor e ódio. Ela não queria acreditar no que estava a ver, viu o melhor amigo a suicidar-se à sua frente.

- Parem!- gritou.

Mas nada feito, ela contínua a ver as imagens atrás dela, era como um filme a preto e branco. Tudo o que ela tinha feito de mal estava agora a persegui-la. Ao correr mais e mais, acabou por tropeçar numa grande raiz de uma árvore, as suas folhas estavam todas no chão, secas, amareladas do outono e vermelhas de sangue. Maria acreditava estar a viver um verdadeiro pesadelo. Tudo o que ela queria esquecer, estava agora a tormenta-la. Era o fim! De seguida viu uma imagem bastante turba à sua frente. Parecia um vulto negro, algo e de corpo delgado. Maria lutava para abrir os olhos, mas sem sucesso. Sentiu uma mão por cima do seu ombro, era o seu irmão que tinha acordado com os seus gritos.

- Maria dorme, eu sei que estás atormentada pela morte do teu namorado. O Miguel iria certamente querer que seguisses em frente. Todas as noites às 5:00 tens os mesmos pesadelos, todos nos comentemos erros no passado, não nos orgulhamos disso, mas de alguma maneira tentamos seguir em frente. Faz isso, descansa por favor.

Criatura nocturna!
POSTED ON AT 00:18 \\
Todos os dias me persegues durante a noite mas nunca queres ficar no meu mundo. Estou presa nas tuas garras, mas não, não quero sair, se esta é a única maneira de estar conectada a ti, assim seja! Não quero envelhecer, quero ver o teu sorriso, quero ser a tua estrela que te guia para a sorte. No que depender a mim, irei continuar presa em ti sem o desejo de querer soltar-me. O meu coração bate aceleradamente sempre que te vejo, se isto não é amor então nunca senti amor. Sempre que estamos juntos, sinto todo o meu corpo a arder. Fazes estragos em mim. Poderia continuar a seguir-te a vida toda que nunca seria suficiente. Sinto-me a cair na ilusão, corro, mas sempre encontro obstáculos e acabo por cair. A minha mente é a minha melhor amiga, guarda os melhores segredos sobre ti. Guarda todos os momentos que vivemos, guarda a tua voz, o teu perfume, a tua roupa... Uma mente apaixonada tem destas coisas. Continua a visitar-me durante a noite, e nunca te esqueças que te amo, independentemente do que faças e onde possas estar!

monthly archives