Ser ou não ser?
POSTED ON domingo, 8 de maio de 2011 AT 21:38 \\


Hoje ao acordar senti um vazio dentro de mim, vazio esse que me provocou uma forte dor no estômago. Era medo, era fúria, era raiva. Há dias em que me sinto assim, um verdadeiro monstro, ou apenas uma cobarde que se esconde atrás de uma mascara que não é a sua. Entre desafios e ilusões vou percorrendo este enorme corredor, para encontrar o meu destino algures perdido por aí.
O que me resta de ontem, guardo no coração, o que me resta do presente vivo com intensidade. O amor é um assunto complicado, assunto esse recheado de chocolate que acaba por nos deixa insatisfeitos um dia. Vivemos na angustia de não sabermos quem somos, de não nos conseguirmos encontrar, de não conseguir satisfazer a nossa personalidade enquanto podemos. Pensamos, magicamos, tiramos conclusões e mesmo assim é sempre difícil sabermos quem realmente somos. A nossa mente atraiçoa-nos e é por isso que nunca sabemos ao certo como vamos reagir a certas coisas. Somos calmos como podemos ser nervosos no momento a seguir. Não somos nada, a não ser as peças de um jogo como o monopólio, com sede de fazer e ter sempre mais.

monthly archives